Pequenos negócios movimentam a economia

De acordo com o Ministério do Trabalho, no primeiro trimestre de 2018, pequenas empresas geraram mais de 300 mil empregos

 

Em julho de 2018, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou uma queda de 0,6% na taxa de desemprego do país. Ainda assim, o número de brasileiros desempregados chega chega a 12,9 milhões, de acordo com a mesma fonte.

Os números a respeito da quantidade de pessoas sem emprego assustam, mesmo com sinais de queda. No entanto, dados divulgados pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), órgão do Ministério de Trabalho, apontam que, pelo sétimo mês consecutivo, as microempresas foram a principal fonte de geração de empregos no país, contabilizando 72% do total de postos de trabalho gerados.

Essa porcentagem significa que, de cada 10 novas vagas formais de trabalhos, 7 foram geradas nas micro e pequenas empresas. Até julho de 2018, o setor foi responsável pela geração de 365,3 mil empregos, o que configura 27% acima do registrado no mesmo período do ano passado. Em contrapartida, as médias e grandes empresas geraram 40,7 mil empregos.

Os pequenos negócios do setor de serviços também foram protagonistas na geração de empregos do país. Também em julho deste ano, geraram 15,8 mil novas vagas. O ramo imobiliário desse setor criou 13,6 empregos. Em terceiro lugar, está a construção civil, com 10,8 mil novas vagas de emprego preenchidas.

 

Micro e pequenas apenas no nome

As MPEs (Micro e Pequenas Empresas) têm sido responsáveis por manter o cenário econômico positivo, mesmo com os reflexos ainda recorrentes da crise financeira. Atualmente, elas representam 27% do PIB (Produto Interno Bruto) do país e a sua curva de crescimento tem se mostrado crescente.

De acordo com dados fornecidos pelo IBGE, o setor chegou a 50,1% o número de profissionais contratados por pequenas e micro empresas em relação às grandes e médias. Empresas do porte das MPEs são as que mais contratam funcionários e, de acordo com o Ministério do Trabalho, do total de empregos gerados nesse setor, 84% são com carteira assinada.


 

Pensar em pequenos negócios não é mais pensar pequeno. Conheça as soluções do Empresômetro para a sua empresa aqui.