O vasto mercado brasileiro de decoração

São mais de 200 mil negócios voltados para o setor

O mercado de decoração é um dos setores que mais cresce no Brasil. De acordo com estudo realizado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo em janeiro de 2019 apontam um crescimento de pelo menos 32% para o setor de decoração para este ano. 

E os dados do Empresômetro reforçam essa curva de crescimento do mercado de decoração. O setor é composto por 6 CNAEs (Códigos Nacionais de Atividades Econômicas), de acordo com o CONCLA, a Comissão Nacional do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística: comércio varejista de móveis, de colchoaria, artigos de iluminação, objetos de arte, suvenires e artesanatos e de plantas e flores naturais. 

 

Comércio varejista de móveis

O CNAE 4754-/01 de comércio varejista de móveis sozinho é responsável por mais de 100 mil negócios ativos no país todo e é atualmente o primeiro lugar no ranking dentro do setor. 

Distribuição de empresas do CNAE por região:

  • Sudeste: + 40 mil
  • Nordeste: + 25 mil
  • Sul: + 20 mil 
  • Centro-Oeste: + 8mil
  • Norte: + 4 mil

Em termos de porte, as empresas desse CNAE são, em sua maioria, pequenas empresas, com mais de 70 mil. Em seguida estão os microempreendedores individuais, com mais de 20 mil negócios ativos. As médias empresas somam pouco mais de 3 mil e as grandes empresas são aproximadamente mil. As microempresas dessa atividade econômica específica não chegam a 100

Nos últimos cinco anos, o setor varejista de comércio de móveis apresentou um crescimento considerável. Em 2014, foram abertos mais de 5 mil negócios e em 2017 o número passou de 7 mil. No ano passado, em 2018, esse total chegou a mais de 8 mil. Apenas no primeiro semestre de 2019, mais 5 mil negócios de setor já foram abertos. 

 

Comércio varejista de suvenires e artesanatos

O segundo CNAE mais representativo do setor é o 4789-0/01, de comércio varejista de suvenires, bijuterias e artesanatos. Esse CNAE é responsável por mais de 80 mil negócios ativos no país todo.

Distribuição de empresas do CNAE por região:

  • Sudeste: + 40 mil
  • Sul: + 15 mil
  • Nordeste: + 10 mil
  • Centro-Oeste: + 5 mil
  • Norte: + 2 mil

A maior parte dos negócios em atividade deste CNAE são de microempreendedores individuais, com mais de 40 mil. As pequenas empresas contabilizam aproximadamente 30 mil. As empresas de médio porte são em pouco mais de 90 e as microempresas cerca de 30. Existe apenas uma empresa de grande porte no país inteiro sob esse CNAE.

Em 2014, o número total de negócios com atividades voltadas para o varejo de artesanato e suvenires era de mais de 5 mil. Nos primeiros seis meses de 2019, esse número já ultrapassa os 6 mil

 

Comércio varejista de colchoaria

São mais de 30 mil negócios com atividades voltadas para o comércio varejista de artigos de colchoaria, colchões e travesseiros , sob o CNAE 4754-7/02. 

Distribuição de empresas do CNAE por região:

  • Sudeste: + 15 mil
  • Nordeste: + 9 mil 
  • Sul: + 6 mil
  • Centro-Oeste: + 3 mil
  • Norte: + 1 mil

A maior parte desses negócios é considerada pequena empresa, com mais de 19 mil. Em seguida estão os microempreendedores individuais, que somam mais de 17 mil. As médias empresas são cerca de 300. As microempresas desse CNAE somam pouco mais de 20 e existem apenas 2 empresas de grande porte no país todo. 

A média de crescimento de negócios dessa atividade econômica em especial tem se mantido alta. Em 2014, o número de negócios abertos chegou a mais 2 mil. Já em 2017, o número ultrapassou  5 mil empresas abertas. No primeiro semestre de 2019 já são mais de 2 mil novos negócios sob este CNAE

 

Comércio varejista de plantas e flores naturais

Atualmente, existem mais de 30 mil negócios ativos voltados especificamente para o comércio de plantas e flores naturais, sob o CNAE 4789-0/02

Distribuição de empresas do CNAE por região:

  • Sudeste: + 16 mil
  • Sul: + 7 mil 
  • Nordeste: + 3 mil
  • Centro-Oeste: + 2 mil
  • Norte: + 1 mil

Em análise de porte, são as pequenas empresas que comandam essa atividade econômica, com mais de 16 mil. Depois temos os microempreendedores individuais, que são aproximadamente 14 mil. As médias e microempresas são em 35 e 25, respectivamente. 

Em 2014 a tendência de mercado de decoração para plantas e flores ainda estava ganhando força e somou apenas mil novos negócios. Mas em 2018, o número passou de 3 mil e nos primeiros meses de 2019, o total já passa de 2 mil novas empresas com essa atividade econômica.

 

Comércio varejista de objetos de arte

O CNAE 4789-0/03 de comércio varejista de objetos de arte não poderiam deixar de fazer parte do setor de decoração. São mais de 6 mil negócios com atividade voltadas para este CNAE e em franca atividade.

Distribuição de empresas do CNAE por região:

  • Sudeste: + 3 mil
  • Sul: + 1 mil
  • Nordeste: + 1 mil
  • Centro-Oeste: + 400
  • Norte: + 100

A maioria esmagadora desses negócios é de microempreendedores individuais, com mais de 4 mil empresas. As pequenas empresas somam mais de 1.500 e as médias são apenas 3 em nível nacional.

Em 2014, o número de negócios aberto desse CNAE era de pouco mais de 300. Quatro anos mais tarde, em 2018, o total já ultrapassou mil novos negócios. Um salto muito importante no mercado. 

 

Comércio varejista de artigos de iluminação

O último CNAE do ranking do setor de decoração é o 4754-7/03, de comércio varejista de artigos de iluminação e  ele contabiliza aproximadamente 6 mil negócios ativos

Distribuição de empresas do CNAE por região:

  • Sudeste: + 3 mil
  • Sul: + 1 mil
  • Nordeste: + 700
  • Centro-Oeste: + 300
  • Norte: + 100

A maior concentração destes negócios é de pequenas empresas, com mais de 3 mil. Os microempreendedores individuais somam mais de 2 mil. Empresas de médio porte são 30, as microempresas são 8 e existe apenas uma grande empresa deste CNAE no Brasil
Um setor econômico como a decoração não poderia ficar fora do seu radar empreendedor. 

 

Esse é o tipo de inteligência que o Empresômetro entrega pelo seu negócio.

 


Conheça a melhor versão da sua empresa, venha para o Empresômetro.