Panorama empresarial: Sul

Formada por três estados, a região Sul do Brasil, é a menor em extensão territorial do país, com uma área de 576.774.310 km², o que equivale a 6,76% do território nacional. É a única região que faz fronteira com a Argentina, Paraguai e Uruguai e também é a única das 5 regiões brasileiras que fica fora da Zona Intertropical (ZCIT).

Apesar de ser uma das menores regiões brasileiras em termos de área territorial, é a segunda  mais povoada no que diz respeito à densidade demográfica: de acordo com o último censo realizado pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, sua população estimada é de mais de 29 milhões de habitantes, com uma densidade demográfica de 50,2 habitantes/km².

 

Seus estados são: Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Atualmente, existem mais de 3,5 milhões de negócios ativos no Sul. Entenda como esses negócios se comportam pelos 3 estados da região em uma análise sobre suas áreas totais, populações estimadas e quantidades de empresas em atividade:

 

Uma questão de porte

Ao analisarmos os negócios sulistas por porte, a maioria é de empresas de pequeno porte, com mais de 1,6 milhão. São mais de 1,5 milhão de microempreendedores individuais. As empresas de médio porte, por sua vez, são cerca de 40 mil e as grandes empresas, somam pouco mais de 28 mil. As microempresas da região são aproximadamente 1 mil.

 

Setores e CNAEs

O setor de serviços é o que mantém a maior concentração de negócios ativos na região Sul,  com aproximadamente 1,9 milhões. O comércio soma pouco mais de 1,1 milhão de empresas em atividade. A indústria ocupa a terceira posição, com mais de 315 mil negócios. O setor do agronegócio contabiliza pouco mais de de 81 mil e o setor financeiro pouco mais de 48 mil. O setor de serviços públicos é o que tem menos negócios ativos na região, com aproximadamente 11 mil

Ao avaliarmos o comportamento dos negócios da região em termos de subclasse, de acordo com a classificação da CONCLA (Comissão Nacional de Classificação) do IBGE, o CNAE mais presente na região é o de comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios, com mais de 201 mil negócios ativos.

Em segundo lugar está o CNAE de cabeleireiros, com aproximadamente 120 mil estabelecimentos. O terceiro lugar no ranking é dos negócios voltados para obras de alvenaria, com mais de 232 mil. O quarto lugar deste ranking fica por conta das lanchonetes, casas de chá, de sucos e similares, que respondem pelo mesmo CNAE e concentram cerca 83 mil empresas ativas. E em quinto lugar está o CNAE de comércio varejista de mercadorias em geral, com predominância de produtos alimentícios (minimercados, mercearias e armazéns) que soma cerca de 76 mil negócios.

A segunda maior região brasileira em termos de densidade demográfica, o Sul é um vasto paraíso empresarial e pode se tornar a sua próxima área de investimento.

Esse é o tipo de inteligência que o Empresômetro entrega para o seu negócio. 

 


 Conheça a melhor versão da sua empresa, venha para o Empresômetro