Prospecção por produto: revolucione suas oportunidades no mercado

Prospecção por produto: revolucione suas oportunidades no mercado

Prospecção por produto: revolucione suas oportunidades no mercado 

Como sabemos, os efeitos da pandemia de Covid-19 se provaram graves, e não apenas para a saúde da população global, mas também para a economia.

No Brasil, o isolamento social desencadeou uma série de danos ao funcionamento do sistema econômico. Entre eles: interrupção de atividades, queda na produção e consumo de bens e serviços, baixo faturamento comercial, falta de liquidez empresarial, desemprego e diminuição do poder aquisitivo.

Segundo uma pesquisa realizada pelo SEBRAE, em abril já contabilizávamos 9 milhões de demissões e o encerramento de 600 mil pequenos negócios.

O estudo também relevou que 30% dos empresários atuais tiveram que recorrer à empréstimos para manter suas operações.

A necessidade de empreender 

Em um cenário fragilizado, é possível observarmos a abertura de novas iniciativas no país? Sim. Conforme dados do Empresômetro, em junho foram abertos mais de 260 mil negócios, num crescimento de 17% em relação ao mesmo mês do ano anterior.  

Porém, esta não é, necessariamente, uma boa notícia: um dos principais impactos da nova realidade sobre o empreendedorismo brasileiro é a motivação. Afinal, o desejo de empreender pode ser guiado por dois fatores: oportunidade e necessidade. Em contextos de crise, prevalece a segunda opção.

Enquanto o empreendedorismo de oportunidade identifica carências mercadológicas e possibilidades inéditas para a constituição de uma finalidade econômica, o de necessidade é impulsionado pela ausência de outras perspectivas e fontes de renda. Acontece, portanto, de forma urgente e inesperada para suprir a escassez e prover meios alternativos de sobrevivência. Podemos notar essa tendência, por exemplo, no crescente volume de motoristas que prestam serviços de entrega em domicílio.

A reinvenção por necessidade 

 E este tipo de empreendedorismo, gerado pelo ímpeto de sobrevivência, não é a única resposta da economia brasileira à pandemia. De acordo com o Coordenador de Estudos do Empresômetro, Gilberto Luiz Amaral, nosso ecossistema empresarial vem apresentando outro sintoma: a reinvenção por necessidade:

“A crise atual desorganizou o mercado de tal forma, que diversos modelos de negócios tiveram que se reinventar.  Ou seja, essa desestruturação, que fechou as portas de milhares de iniciativas e, por consequência, despertou a necessidade de empreender, também levou inúmeras empresas a migrarem de ramo atividade, incorporando uma nova oferta de mercadorias”.

Um bom exemplo desta mudança de escopo, em que a oferta de um empreendimento é substituída ou ampliada, é o das Lojas Havan. A rede criou uma tendência no segmento ao expandir sua atuação: além de loja de departamentos, agora ela também opera como um hipermercado.

“Ao diversificar seus produtos, disponibilizando também aqueles que são indispensáveis à sobrevivência social, como alimentos, as Lojas Havan passaram a desempenhar uma atividade essencial e, portanto, conquistaram permissão para continuar de portas abertas”, afirma Amaral.

E, como dissemos, esse não é um caso isolado, mas uma nova inclinação do mercado, atingindo, até mesmo, os negócios que já se enquadravam em atividades essenciais, como Lojas de Conveniência, que se transformaram em mercearias e minimercados.

 Com orçamentos prejudicados e escassez de oportunidades, milhares de empresas se viram obrigadas a aumentar suas operações e encontrar na venda de novos produtos uma reposição, ainda que parcial, de receita.

Portanto, não é mais incomum vermos setores, que antes se destinavam à venda de um tipo de produto, ampliando sua proposta, uma vez que a dificuldade econômica impôs a estas empresas a necessidade de diversificação.

“A reinvenção de necessidade é isso: um aumento na gama de produtos ofertados para manter o funcionamento e melhorar o volume de vendas”, explica Amaral.

Como encontrar novos nichos de mercado? 

 Neste momento, você, que atua no mercado B2B, deve estar se perguntando como prospectar com assertividade em um ecossistema tão transformado, bagunçado e repleto de incertezas.

 Afinal, identificar possíveis clientes, que transacionam com determinado produto, se tornou uma tarefa muito mais complexa e abrangente: iniciativas que antes não compravam a sua mercadoria, podem estar fazendo isso agora, não é mesmo?!  Ao mesmo tempo, empresas que eram sólidas e tradicionais até o início da pandemia, hoje encontram-se fechadas. E muitas, infelizmente, não reabrirão.

 A reinvenção por necessidade desconstruiu a leitura tradicional realizada por departamentos de inteligência e abriu novas possibilidades de negócios

 Por exemplo, uma loja de calçados, diante da pandemia, pode estar comercializando outros produtos – como os de higienização – ou ter mudado completamente seu ramo de atividade, se convertendo em uma mercearia para se adaptar ao período e se enquadrar como atividade essencial.

Como identificar, então, novos canais de venda para o meu negócio? 

 Neste quadro obscuro, só há um único e indispensável recurso: a revolucionária prospecção qualificada por produtos do Empresômetro.

 Nossa solução, exclusiva no mercado brasileiro, te ajuda a localizar empresas que estão transacionando com o seu produto. Ou seja, comprando para revender, para usar como insumo na fabricação ou na prestação de serviços, ou, ainda, para consumo próprio.

“O período atual tornou a prospecção por produto uma estratégia imprescindível. Por meio dela, é possível encontrar novos mercados, descobrindo quais já trabalham ou têm propensão a trabalhar com determinadas mercadorias. Isso amplifica a assertividade e a inteligência de qualquer prospecção, iluminando e orientando ações comerciais em um cenário nebuloso”, esclarece Amaral.

Saiba mais sobre essa solução inovadora  

Na prospecção por produtos, identificamos quais são as empresas que compram os seus produtos ou mercadorias e, portanto, são aderentes à sua oferta.

 Outro recurso valioso da nossa tecnologia é a clusterização. Ou seja, agrupamos e analisamos clientes por porte e pelos produtos pelos quais se interessam, definindo aqueles que apresentam maiores oportunidades para o seu negócio!

Vamos entender na prática? 

 Imagine que você é um fabricante de margarina e precisa prospectar novos nichos. O Empresômetro faz esta integração, estudando e determinando clientes em potencial para o seu produto. Neste caso, aqueles que revendem margarina (atacado/varejo), a utilizam como insumo na fabricação de outros produtos (bolos, tortas, salgados) ou para consumo próprio (alimentação dos colaboradores).

Assim, você fala com as pessoas certas, encontra novos canais de venda e otimiza sua performance.

Com um perfil certeiro do público-alvo e de novos compradores, a sua comercialização se torna mais fácil, ágil e qualificada

Em resumo: esta inovação do Empresômetro, entrega informações completas sobre prospects, contribuindo para uma visão mercadológica mais ampla e competitiva. Aqui, você também obtém todos os dados de possíveis clientes (e-mails, telefones, matriz, número de filiais, porte, faixa de faturamento etc.) e consegue avaliar o consumo da sua oferta por localização (micro e mesorregiões, estados, cidades e bairros).

 Quer saber mais sobre a prospecção qualificada por produto?

 Acesse o Empresômetro e entre em contato com os nossos especialistas!