A tendência é sustentabilidade

Nossos recursos são finitos e o novo tipo de consumidor busca por produtos e serviços que agreguem valores sustentáveis

Hábitos sustentáveis de consumo têm feito cada vez mais parte do cotidiano do brasileiro. De acordo com uma pesquisa sobre o panorama do consumo consciente no Brasil, realizada em 2018 pelo Instituto Akatu, de 2012 a 2018, o número de pessoas que consomem produtos fabricados com material reciclado subiu de 29% para 48%. Outro dado importante levantado pelo estudo diz respeito ao consumo de alimentos orgânicos, que obteve um crescimento significativo no mesmo período de tempo: passou de 23% para 48%.

O instituto aponta, ainda, que o segmento de consumidores mais conscientes no país é composto por mulheres com faixa etária entre 35 e 65 anos. Esse consumidores também fazem parte de classes sociais mais altas, com nível de escolaridade também alto.

Os dados apontam uma mudança gradativa no comportamento do consumidor atual, que começa a incorporar atitudes mais sustentáveis em seus hábitos de compra. Esse novo segmento engloba pessoas que buscam marcas que ofereçam produtos sustentáveis e empresas que mantenham boas práticas ambientais. Isso significa que se os empresários não entrarem na onda ambiental, podem perder força de vendas.

A tendência da economia sustentável veio para mostrar um novo leque de possibilidades de negócios voltados ou envolvidos na preservação do meio ambiente como um todo.

 

De olho no futuro

Ter um negócio sustentável não significa apenas incluir atitudes ecológicas  no dia a dia da sua empresa – ainda que essa virada de chave seja essencial para a saúde do planeta.

Na teoria, empreendimentos sustentáveis são aquele tipo de negócio que anda sempre com um olho na proteção e equilíbrio do meio ambiente e outro no sucesso empresarial. Mas na prática, isso pode significar uma grande tendência de mercado, pois a atenção dos consumidores está voltada para consumir de forma ecológica e ética.

Separamos algumas ideias de negócios nesse modelo que vêm para tornarem-se tendências de mercado.

 

Tendências sustentáveis

No varejo tem crescido a procura por itens que substituam, principalmente, o plástico descartável. Dessa necessidade surgiram os canudos de inox, copos retráteis e as já favoritas ecobags. Normalmente, esses produtos atuam como uma porta de entrada para um mundo mais sustentável, abrindo a mente do consumidor para novas possibilidades.

Produtos autorais e artesanais, que incluem na sua fabricação materiais ecologicamente corretos, estão na mira do consumo sustentável.  O movimento support your locals, que traduzido do inglês fica “apoie locais”, reforça a necessidade de incentivar o consumo de produtores e artesãos locais, da sua própria cidade ou bairro, e vêm para reforçar essa tendência.

Empresas de cosméticos livres de testes em animais passaram a ocupar um lugar especial na cesta de compras do seu público-alvo. Dentro da onda contrária a qualquer tipo de violência animal, os produtos veganos ganham cada vez mais espaço nas prateleiras, sejam alimentos, maquiagem e até mesmo peças de roupas.

No mundo da moda, além de materiais reciclados e reutilizados, existe uma grande pressão por parte dos consumidores para que não exista nenhum tipo de trabalho escravo envolvido na fabricação das peças de roupas. Outra tendência desse setor tem sido o incentivo ao consumo consciente de roupas, o que aqueceu o mercado de brechós e grandes bazares coletivos.

Negócios com foco na substituição dos combustíveis fósseis por fontes renováveis de energia andam nos holofotes do consumo sustentável há alguns anos.

No ramo da construção civil, tem aumentado a procura de materiais e técnicas capazes de reduzir, de forma inteligente, o consumo de água e energia, recursos altamente finitos em nosso planeta.

Ao fazer parte dessas tendências de mercado ou incorporando atitudes mais ecológicas em sua empresa, você com certeza passa a preservar um futuro melhor para todos.

 


Conheça o Empresômetro, empresa preocupada, principalmente, com o futuro do seu negócio.