Inbound e Outbound Marketing: Entenda as diferenças

16/12/2021

Você já deve saber que a área do marketing é fundamental para as empresas divulgarem seus produtos, serviços e conseguirem captar e fidelizar os clientes. Mas você sabia que para isso ações como o Inbound e Outbound Marketing podem ser usadas e o que são essas ações, exatamente?

Diante da evolução e importância do marketing, principalmente no meio digital, várias estratégias são desenvolvidas, com objetivos e formas de atuação diferentes. 

Nesse sentido, duas das principais estratégias que se desenvolveram e que impactam em diferentes ações são o Inbound e Outbound Marketing.

Assim, para te ajudar a compreender as principais diferenças e vantagens de aplicar essas técnicas no seu planejamento de marketing, neste artigo falaremos sobre o que é Inbound e Outbound Marketing. Não deixe de conferir!

O que é o Inbound Marketing?

Primeiramente, é importante compreender o que é Inbound Marketing, uma técnica que trabalha com o conceito de marketing de atração e é mais direcionado para uma estratégia digital vista como “passiva”.

Assim, são desenvolvidas ações e campanhas que tem como objetivo atrair e chamar a atenção dos clientes, fazendo com que ele encontre a marca, ao invés de interromper sua navegação com publicidades.

A fase do marketing 4.0 cada vez mais tem revolucionado o mercado, já que é por meio dela que houve a expansão do marketing digital e o entendimento da valorização da experiência do cliente de forma positiva.

Com isso, desenvolveu-se a prática de criar estratégias voltadas para sites, blogs e publicação de conteúdo nas redes sociais, estreitando a relação com os usuários e criando relevância para uma marca/produto, seja uma empresa de locação de impressoras preço ou de venda de produtos para organização da casa.

Comportamento do usuário e criação de conteúdos

Com as pessoas em contato direto com a internet, muitas compras deixaram de ocorrer de modo físico. 

Afinal, além do conforto de poder fazer a compra em qualquer ambiente e apenas apertando um botão, bastando esperar o produto chegar em casa, é possível fazer toda a pesquisa sobre a marca e quais produtos podem atender melhor a necessidade – e pelo menor preço.

Assim, a pessoa que deseja comprar uma camiseta nova pode pesquisar o termo camiseta vermelha M” no buscador e verificar qual é o preço que mais lhe agrada, filtrar por loja ou marca e realizar a compra.

Do mesmo modo, ela pode estar apenas sanando uma dúvida sobre “como ocorre a filtragem de água” e “como reutilizar água da chuva” e se deparar com diferentes materiais informativos, navegando mais em uma das páginas encontradas e criará confiança nela. 

Consequentemente, se essa empresa que publicou os materiais sobre reutilizar água tiver um produto que faça esse processo, mais facilmente esse internauta comprará com ela.

É por isso que além das lojas físicas, as marcas precisam pensar em uma presença digital de qualidade, verificando as possibilidades para integrar o ambiente virtual e estratégias de conteúdo, visto que esse ambiente permite que materiais de diferentes tipos e formatos sejam produzidos para estreitar a relação com os potenciais clientes, ampliando o alcance e atuação.

Neste aspecto, a empresa pode produzir um vídeo explicativo sobre sua área de atuação, dúvidas frequentes ou sobre o próprio serviço, como um curso de excel presencial em BH.

Redes sociais

Além da possibilidade de criar sites e conteúdos para blogs, o inbound marketing também permite investir no uso das redes sociais para criar uma relação com os clientes e alcançar novos seguidores.

Para isso, é possível publicar um carrossel com várias imagens, criar artes personalizadas com o logotipo e identidade visual da marca, produzir um conteúdo informativo dentro das mídias que reforce essa identidade e apostar em diferentes canais e formatos.

Assim, é possível informar esses potenciais clientes, mas também fazê-los confiar ainda mais na marca, interagir com ela e até contribuir com a divulgação da empresa de forma orgânica – ou seja, sem investimento monetário.

Jornada de compra

Para que a produção de conteúdo seja ainda mais efetiva e o relacionamento com o cliente o faça evoluir até a aquisição dos produtos, é importante conhecer alguns elementos referentes à jornada de compra no ambiente virtual. 

Basicamente, essa jornada pode se dividir em 4 etapas, listadas a seguir:

  • Descoberta de um problema;
  • Aprendizado sobre esse problema a partir dos conteúdos;
  • Início da identificação das soluções possíveis;
  • Consideração das soluções e a decisão de compra.

Pense que uma pessoa deseja abrir um negócio na área editorial e, por meio da busca do termo “impressão de livros sob demanda SP”, ela descobre mais sobre esse processo e a importância de contar com um local especializado para facilitar os fluxos.

Durante esse exemplo, o usuário identificou um potencial problema/oportunidade de melhoria, aprendeu sobre o assunto e poderá  recorrer à empresa que realiza esse serviço para desenvolver o negócio.

Isso também indica que nem sempre o cliente vai fazer a compra de um produto ou serviço no primeiro contato que ele tem com sua marca, é preciso ter confiança de que aquela é a melhor solução, principalmente em segmentos de serviço.

É por isso que a empresa precisa conhecer seu público-alvo e compreender a jornada de compra do consumidor, criando um funil claro e otimizado para a conversão, bem como conteúdos mais direcionados para as dores e interesses desses potenciais clientes.

Entenda como funciona o Inbound Marketing

Um dos grandes objetivos do marketing de atração, como citamos anteriormente, é cativar o cliente.

Para isso, é importante que seu conteúdo seja relevante, atrativo e, principalmente, que ajude o cliente a identificar problemas e soluções. 

É importante saber que o cliente pode passar por um ciclo, precisando conhecer mais sobre um assunto, ler e aprender para depois concluir o seu processo de compra. Por isso, é importante desenvolver ações, como:

  • Realizar uma pesquisa de público;
  • Conhecer as necessidades da audiência;
  • Criar um plano de comunicação e marketing;
  • Investir em marketing de conteúdo e material de qualidade;
  • Publicar nas redes sociais;
  • Apostar no uso de blogs e sites (inclusive parceiros);
  • Produzir conteúdos criativos e que permitam a interação;
  • Criar formulários e elementos para o internauta preencher (definindo melhor a persona);
  • Nutrir o lead em diferentes canais e estágios.

Ou seja, a primeira etapa está no processo de conhecer o público, suas necessidades e interesses, para que um plano de comunicação e marketing seja desenvolvido com mais qualidade e aderência aos usuários.

Nesse aspecto, é fundamental contar com uma empresa de marketing e profissionais que possam auxiliar sua empresa nessas estratégias.

Esse processo de planejamento deve envolver o melhor aproveitamento de conteúdos estratégicos em sites e redes sociais, sendo desenvolvidos com base na faixa etária, localização e interesses complementares desses usuários.

Para isso, investir no marketing de conteúdo é fundamental, otimizando os materiais criados para a venda de uma lanterna de led para carretinha reboque, por exemplo, para que ocorra de forma mais atrativa e com as palavras-chaves corretas. 

Já os formulários devem ser usados em fases próximas a conversão, em que o cliente ainda pode estar decidindo sobre uma compra, assim eles trazem informações complementares que podem contribuir com a conversão mais ágil.

O que é Outbound Marketing?

Ao contrário do Inbound, que utiliza estratégias do ambiente digital, o outbound trabalha com:

  • Campanhas de TV;
  • Anúncios em jornal impresso e revistas;
  • Telemarketing;
  • Anúncios em mídias externas, como banners, folders e outdoors. 

Apesar do crescimento do ambiente digital, que já citamos neste artigo, é importante que o outbound não seja abandonado, mas seja visto como um elemento essencial e que pode servir de complemento.

Inclusive, por se tratar de uma estratégia interruptiva, o Outbound também pode ser trabalhado no digital, não se limitando às mídias tradicionais.

Neste caso, as campanhas aparecem em formato de propagandas mais diretas, como pode ser o caso de um banner de remarketing ou o vídeo publicitário que interrompe o uso de um aplicativo ou a visualização de vídeos no Youtube.

Assim, é possível direcionar diferentes campanhas, com mais opções de canais. Ainda assim é necessário considerar quais locais o potencial cliente está, o orçamento disponível e as formas de mensurar os resultados obtidos.

Por exemplo, é possível contar com mais visibilidade na televisão, levando em conta que a TV atinge mais de 95% dos lares brasileiros, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Como nem todas as pessoas têm acesso à internet, essa mídia física e visual pode se mostrar essencial para seu negócio, seja uma consultoria de transferencia de caminhão ou produtora de produtos de limpeza. 

No entanto, a publicidade nessas mídias tendem a ser mais custosas, demandando uma boa avaliação.

Já no caso de campanhas Ads na internet, as publicidades podem ser pensadas e direcionadas para o público que melhor responderá a elas, considerando orçamentos mais flexíveis e conforme o objetivo da campanha (como visualização da publicidade ou clique na tela).

Como o Outbound marketing funciona?

Como os materiais que envolvem o outbound funcionam de forma impressa ou por meio de anúncio televisivo, bem como ações planejadas e interruptivas nos meios online, é importante contar com designers e profissionais da área do marketing para desenvolver artes e campanhas mais criativas e claras para a divulgação do produto.

Isso pode ser feito em programas específicos, considerando o formato final e ambiente em que será veiculado, seja para sair em jornal impresso, revista, ou mesmo em folders, banners físicos e digitais e, até mesmo, na televisão. 

Também é possível utilizar algumas estratégias como:

  • Panfletagem;
  • Spots para a rádio;
  • Folhetos em empresas parceiras;
  • Anunciar em revistas e jornais locais;
  • Anúncios em rede de display;
  • Anúncios para dispositivos móveis (considerando redes de jogos).

Com isso, seu negócio segue em visibilidade, seja uma empresa terceirizada controlador de acesso ou mesmo uma loja virtual de roupas, sendo que essa ação também representa um custo-benefício interessante, já que pode ir dos modelos mais flexíveis e baratos – como os disponíveis nas redes digitais – até publicidades mais complexas e custosas.

Outbound x Inbound: o que você precisa saber?

Quando pensamos sobre o Outbound e Inbound Marketing, a ideia não é excluir uma ação da outra. Pelo contrário: o grande objetivo é promover uma integração, fazendo com que a empresa desenvolva estratégias nas duas frentes, otimizando os resultados. 

Por exemplo, pense que uma empresa deseja divulgar acerca do serviço corte a frio de tubos que ela realiza.

Isso pode ser feito de várias formas: No Instagram, a empresa consegue publicar fotos de como esse serviço é feito, criar um vídeo rápido com os principais equipamentos, desenvolver um video mais explicativo para o Youtube e, até mesmo, criar um artigo sobre a importância de manter os equipamentos de corte para publicar no site ou blog. 

Perceba que essas são técnicas dizem respeito ao inbound marketing e estão sendo pensadas para o ambiente digital.

Já para o Outbound, a empresa pode realizar eventos para se relacionar com empresas que precisam desse material e criar network (demonstrando novos produtos/serviços).

Além disso, é possível distribuir panfletos, criar um folder explicativo para clientes que visitarem a loja em busca de outros serviços, ou um banner com os serviços que a empresa oferece, ou mesmo criar um vídeo para encaminhar aos usuários de smartphones que pesquisaram sobre serviços semelhantes ao oferecido pela marca, dentre outros. 

As duas estratégias envolvem técnica, precisão e a presença de uma equipe profissional especializada. 

Se por um lado, o marketing digital exige um profissional que tenha conhecimento do monitoramento em rede, da escolha das palavras-chaves corretas, como “câmara fria industrial preço”, no ambiente impresso, é necessário ter noção de cores, produção gráfica, modelos de impressão, dentre outras estratégias e custos, tendo resultados otimizados em ambos ambientes. 

Aliando as técnicas, sua empresa pode ganhar, principalmente, no aspecto de visibilidade, atração do cliente, reconhecimento da marca e diferencial diante dos concorrentes. 

Isso porque, o cliente está exposto a muitos serviços e marcas a todo instante e em diferentes ambientes, sendo necessário obter um diferencial e reforçar sua marca no imaginário dessas pessoas para ampliar as vendas e ganhar a confiança.
Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Modal Teste Grátis
Jivo Chat
Linkedin
Google Tag Manager
Google Tag Manager Digital
Facebook Pixel Code
RD Station