Panorama empresarial: Centro-Oeste

Formada por quatro estados, a região Centro-Oeste do Brasil, é a segunda maior em extensão territorial do país, com uma área de 1.606.399.509 km², o que corresponde a 18,86 % do território nacional. O Centro-Oeste é a única região do país não banhada pelo mar.

Apesar de ser uma das maiores regiões brasileiras, é a segunda menos populosa: de acordo com o último censo realizado pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, sua população estimada é de 14.058.094 milhões de habitantes.

Seus estados são: Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Atualmente, existem mais de 1.5 milhão de negócios ativos no Centro-Oeste. Entenda como esses negócios se comportam pelos 4 estados da região em uma análise sobre suas áreas totais, populações estimadas e quantidades de empresas em atividade:

 

Uma questão de porte

Ao analisarmos as empresas do Centro-Oeste brasileiro por porte, a maioria é de microempreendedor individual, com mais de 800 mil negócios. São aproximadamente 650 mil empresas de pequeno porte na região, cerca de 16 mil médias empresas, pouco mais de 11 mil grandes empresas e 690 microempresas.

 

Setores e CNAEs

O setor de serviços é o que mantém a maior concentração de negócios ativos na região,  com aproximadamente 830 mil. O comércio soma pouco mais de 540 mil empresas em atividade. O setor de indústrias ocupa a terceira posição, com mais de 105 mil negócios. O agronegócio contabiliza pouco mais de de 46 mil e o setor financeiro pouco mais de 17 mil. O setor de serviços públicos é o que tem menos negócios ativos na região, com aproximadamente 6 mil

Ao avaliarmos o comportamento dos negócios da região em termos de subclasse, de acordo com a classificação da CONCLA (Comissão Nacional de Classificação) do IBGE, o CNAE mais presente na região é o de comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios, com mais de 93 mil negócios ativos.

Em segundo lugar está o CNAE de cabeleireiros, com aproximadamente 63 mil estabelecimentos. O terceiro lugar deste ranking fica por conta das lanchonetes, casas de chá, de sucos e similares, que respondem pelo mesmo CNAE e concentram cerca 39 mil empresas ativas. O quarto lugar é dos negócios voltados para obras de alvenaria, com mais de 35 mil. E em quinto lugar está o CNAE de comércio varejista de mercadorias em geral, com predominância em produtos alimentícios (minimercados, mercearias e armazéns), que também soma cerca de 35 mil estabelecimentos.

A segunda maior região brasileira em extensão territorial, o Centro-Oeste, é um vasto paraíso empresarial e pode se tornar a sua próxima área de investimento.

 

Esse é o tipo de inteligência que o Empresômetro entrega para o seu negócio. 

 


Conheça a melhor versão da sua empresa, venha para o Empresômetro